Páginas

terça-feira, 5 de janeiro de 2016

{RESENHA} Percy Jackson e os Olimpianos: O Ladrão de Raios - Rick Riordan

O Ladrão de Raios é o primeiro volume da série Percy Jackson e os Olimpianos tendo como personagem principal o próprio Percy, lógico! A saga conta com cinco volumes lançados no Brasil pela Editora Intrínseca e seu enredo mistura o cotidiano de adolescentes modernos com a mitologia grega. Além dos desafios que os jovens naturalmente tendem a passar, os personagens ainda tem um agravante: lutar para sobreviver, literalmente! Ser filho de um Olimpiano talvez não seja tão maravilhoso, como se pensa...

Clique aqui para ver O Mar de Monstros

Percy Jackson vive metendo-se em confusão e, embora tenha apenas 12 anos de idade, já fora expulso de muitas escolas em decorrência de seu comportamento. Para completar sofre de dislexia e déficit de atenção. Na verdade, ele é um meio-sangue, ou seja, meio humano e meio deus. Seu pai é Poseidon, o Deus do mar. Seu melhor amigo, Grover, é um sátiro com a responsabilidade de proteger Percy.

Foto: Lu Garcia

Clique aqui para ver A Maldição do Titã.

Como ele é um semi-deus grego, a dislexia explica-se devido ao fato de Percy Jackon ter predisposição para ler em grego. Bem como, o déficit de atenção se dá pelo motivo de um herói precisar estar sempre  em alerta, pronto para a luta caso seja preciso. Com a ajuda da mãe e do amigo, Percy chega até o Acampamento Meio-Sangue, um lugar protegido por magia onde os monstros da mitologia grega e humanos não conseguem entrar. Ali conhece Luke (filho de Hermes) e Annabeth (filha de Atena).

Clique aqui para ver A Batalha do Labirinto.

Uma crise ameaça a ordem e o sossego no Monte Olimpo quando o raio-mestre de Zeus é roubado. O Deus do Céu acredita que Poseidon tenha usado o filho para subtrai-lo. Por isso, Percy é incumbido de sua primeira missão: encontrar e devolver o raio a Zeus antes que uma guerra se inicie entre os Três Grandes. Para auxiliar nessa tarefa, o herói ganha um presente do pai, a espada Contracorrente - em grego antigo: Anaklusmos - que o acompanhará em todo e qualquer lugar.

Clique aqui para ver O Último Olimpiano.

Antes de partir, o semi-deus consulta o Oráculo de Delfos e não gosta muito da profecia, pois ela diz que Percy será traído por alguém que ele chama de amigo e não conseguirá salvar o que mais importa para ele... Percy precisará enfrentar muitos desafios como o frequente confronto com monstros mitológicos, alguns Deuses que o acham arrogante e, o pior deles, descobrir o que aconteceu com sua amada mãe. E vai contar com a ajuda dos amigos para superar esses obstáculo.

Minha Percepção - Quando ouvi rumores sobre o livro confesso que não me interessei. Pensei: "não é minha vibe". Quando vi o trailer sobre o filme tive certeza de que não gostaria do enredo, os personagens me pareceram canastrões... e decidi que não leria. Coincidência ou não, ganhei a saga COMPLETA. E partindo do principio que estavam ali e de graça abri o primeiro livro... e o segundo.. Mordi a língua, literalmente. Eu gostei muito desse livro, sendo esse fato o responsável para que eu continuasse a ler os demais. O contexto é mais infanto-juvenil, são histórias voltadas para o público adolescente, trata de poderes sobrenaturais, mitos e magia. Mas isso não significa que você, adulto (como eu), não possa ler. Vai depender da sua preferência.

Gostei tanto do modo simples que o Riordan escreve que já comprei a segunda saga, também com cinco volumes, sobre o Percy Jackson e seus amigos. Inclusive, um livro menorzinho de capa dura (uma fofura) sob o título "Os Diários do Semideus" cuja resenha está aqui.