domingo, 12 de junho de 2016

{RESENHA} As Crônicas dos Kane: A Sombra da Serpente - Rick Riordan

Sadie e Carter já passaram por muitas situações desde que descobriram a existência dos deuses do Egito Antigo nos tempos atuais e a poderosa descendência  da Casa da Vida. Ambos precisaram superar a ausência do pai, lutar contra forças desconhecidas pela própria sobrevivência, recrutar jovens magos para prepará-los a magia, encarar as desilusões amorosas com firmeza, proteger um ao outro, lidar com a perda de amigos, etc.

Os irmãos sabem que possuir o sangue dos faraós implica em grandes responsabilidades e que a participação deles na restauração do Maat, a ordem do Universo, é de suma importância. Apófis conseguiu se libertar, os magos estão indecisos entre ajudar ou atacar os Kane, os deuses estão cada vez mais fracos e desaparecendo aos poucos, os espíritos dos mortos estão sendo sugados pelas forças do caos e O Livro para Derrotar Apófis fora destruído pela serpente, restando pouca esperança aos irmãos e aos magos da casa do Brooklyn.

Clique aqui para ver O Trono de Fogo.

Foto: Lu Garcia

Eles não podem contar com o deus Rá, cada dia mais decrépito; muito menos com o primeiro nomo, o qual esta enfraquecido porque não recebe mais tantos iniciados como antes e os aprendizes mais velhos estão voltando-se contra a família Kane, unindo-se aos rebeldes que não aceitam Amós como Sacerdote-Leitor Chefe. As opções para deter a serpente são quase nulas e, ainda assim, com nenhuma garantia de sucesso. Será que os jovens heróis conseguirão execrar o Deus do Caos em apenas três dias??

Minha Percepção - Ultimo volume da trilogia, A Sombra da Serpente encerra As Crônicas dos Kane. Na verdade, algo me diz que o Riordan dará mais aventuras ao casal de irmão mais poderosos que a Casa da Vida já viu.

Em geral, esta saga não apresenta muitas surpresas, quero dizer, quando comparado às aventuras de Percy Jackson cujo eram repletas de mistérios e segredos que, quando revelados, espantavam o leitor, deixando-os boquiabertos. Aqui, há apenas uma situação que me deixou tipo "ah!" e foi neste título apenas. De qualquer forma, vale a pena ler porque nos põe a par de muitas informações verídicas, como a crença politeísta dos egípcios, a queda pelo império romano, mitologias variadas, a existência da Casa da Vida nos tempos antigos, etc.

O fato é que já estou morrendo de saudade do sarcasmo da Sadie e seus rolos e confusões com Walt e Anúbis (deus dos funerais); da Wikipédia ambulante, quer dizer do Carter (quando ler a série você vai entender); do pequeno e horroroso Bes; da gata mais leal, Bastet; das viagens ao Duat...